Palavrinhas mágicas!

Pode parecer piegas, mas ...


Quando criança, diziam para você: “Qual é a palavrinha mágica?” Esta pergunta era usada em várias situações nas quais se pedia algo e/ou agradecia. Lembra-se? Por favor, obrigada e com licença!

Quando meus pais diziam isso eu ficava muito incomodada, pois me chamavam atenção na frente dos outros. Mas, percebo que essas chamadas foram de grande valor. Aprendi a importância de ser gentil!

Além da noção de comportamento de educação social, são palavras que traduzem atitude de gentileza; um tanto raro hoje em dia!

Presenciei dois fatos bem distintos, na mesma semana. Estava na fila de um restaurante de um shopping da zona sul do Rio de Janeiro, esperando o maître para reservar meu lugar. Chega um casal bem jovem e descolado, avança na frente de todos e pede uma mesa. Conforme minha mãe me ensinou, eu disse: “Com licença, existe uma fila de pessoas na sua frente.” Com postura arrogante e grosseira, retrucaram: “Vamos para outro restaurante!”.

O segundo acontecimento ocorreu no Metrô, também no Rio: estava relativamente cheio, sem lugares vazios, quando entra uma senhora de idade, cerca dos 80 anos, com duas sacolas. Percebi que os assentos preferenciais estavam ocupados por pessoas picadas pela mosca tsé tsé (transmissora da doença do sono). Um rapaz, sentado em outro lugar, levantou-se e o cedeu para a senhora, sob os olhares incrédulos das outras pessoas. Fiquei feliz com a atitude dele e agradecida por ter feito meu dia melhor, com mais esperança na vida.

Bem, acho sugestivo iniciar o dia com uma boa conversa sobre a nossa contribuição para um mundo melhor. Tudo começa pelo mais simples. Palavrinhas mágicas: por favor, obrigada e com licença!



Comentários
0 Comentários

Comentários:

Postar um comentário



 

Iracema Teixeira © Copyright - 2012. Todos os direitos reservados. Layout criado por Gabi Layouts