Quando amar seu filho?

Provavelmente todos irão responder à pergunta do título com um grande e sonoro SEMPRE.

E concordo integralmente. Devemos amar sempre, inclusive nos momentos que damos limites, dizemos "não", negamos algo.

São limites são estruturantes!

Dar limites ao seu filho é dar estrutura para ele ser um adulto maduro; é oferecer um caminho de saúde somático-emocional; é contribuir para uma vida com alegria e bem-estar.

Se ame seu filho, dê limites!

E, o que é dar limites?

Tomo emprestado o que a educadora Tania Zagury falou: "Dar limites é dizer "sim" sempre que possível, e "não" sempre que necessário!"


Comentários
0 Comentários

Comentários:

Postar um comentário



 

Iracema Teixeira © Copyright - 2012. Todos os direitos reservados. Layout criado por Gabi Layouts